Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Catar divulga calendário da Copa do Mundo da FIFA 2022

Logotipo oficial da 'Copa do Mundo da FIFA Catar 2022' em 3 de setembro de 2019 [Mohammed Dabbous / Agência Anadolu]
Logotipo oficial da 'Copa do Mundo da FIFA Catar 2022' em 3 de setembro de 2019 [Mohammed Dabbous / Agência Anadolu]

O Catar divulgou a programação da Copa do Mundo da FIFA 2022, que será realizada em novembro e dezembro daquele ano, informou a Al Jazeera.

A Copa do Mundo, que está sendo realizada no Oriente Médio pela primeira vez em sua história, acontecerá em 28 dias condensados, em comparação com os 32 dias em que o torneio de 2018, realizado na Rússia, foi disputado.

O torneio começará no dia 21 de novembro – também primeira vez na Copa do Mundo da FIFA, que costuma ser disputado durante os meses de verão do hemisfério norte para não atrapalhar as temporadas domésticas europeias – em um estádio de 60.000 lugares chamado “a casa” em árabe.

De forma incomum, o cronograma inclui quatro partidas da fase de grupos em cada dia, com três dias de descanso entre os jogos nas primeiras etapas. Nas eliminatórias, no entanto, as equipes podem ter apenas dois dias de descanso antes da próxima partida. A final está marcada para às 18h, horário local (15h, horário do Reino Unido), no dia 18 de dezembro, no Estádio Lusail, em Doha.

Os jogos devem começar durante o dia, mas sem coincidências, às 13h, 16h, 19h e 22h, horário de Doha (7h, 10h, 13h e 16h no Brasil). Os horários, disse o vice-secretário do Catar 2022 Nassar Al Khater à Al Jazeera, visam permitir que um número máximo de pessoas em todo o mundo se sintonize.

LEIA: Magnata franco-tunisiano poderá unir Cristiano Ronaldo e Zidane

Al Khater disse que espera que até 3,5 bilhões de pessoas possam assistir aos jogos. Além disso, com quatro partidas por dia e todos os estádios a um raio de 64 quilômetros um do outro, os torcedores também poderão assistir a mais de um jogo por dia.

A revelação ocorre apenas alguns dias depois que um relatório da ONU sobre direitos humanos levantou “sérias preocupações de discriminação racial estrutural contra estrangeiros no Catar”, muitos dos quais envolvidos na construção de estádios de futebol em preparação para a Copa do Mundo de 2022.

Enquanto isso, a Anistia Internacional classificou o próximo torneio de “Copa do Mundo da Vergonha do Qatar” por alegações de que trabalhadores migrantes foram “abusados ​​e explorados” por empresas de construção que não pagaram.

Um relatório do órgão internacional de vigilância descobriu oito maneiras pelas quais os trabalhadores migrantes no Qatar foram explorados durante a construção e reforma de alguns dos locais, incluindo o Estádio Khalifa e a Zona Aspire. Isso incluía mentir e adiar salários, forçar os trabalhadores a viver em acomodações apertadas, insalubres e inseguras e prender migrantes em empregos, confiscando documentos de viagem.

No início deste ano, os promotores norte-americanos decidiram que o Catar havia recebido a Copa do Mundo de 2022 de forma injusta, subornando autoridades da FIFA. Não está claro se uma investigação sobre o suborno foi aberta ou se o torneio poderia ser retirado do Catar.

LEIA: Ordem que proibia o Manchester City de competir no futebol europeu é suspensa

Categorias
CatarFIFANotíciaOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments