Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Unesco poderá rever Hagia Sophia como patrimônio mundial

Interior da Hagia Sophia em Istambul, Turquia, 1 de julho de 2020 [Flickr]
Interior da Hagia Sophia em Istambul, Turquia, 1 de julho de 2020 [Flickr]

A Unesco disse na sexta-feira que seu Comitê do Patrimônio Mundial revisará o status de Hagia Sophia depois que o presidente turco Tayyip Erdogan declarou novamente o antigo monumento em Istambul uma mesquita.

Erdogan fez o anúncio logo depois que um tribunal decidiu que a conversão do edifício do século VI em um museu em 1934 por Mustafa Kemal Ataturk, fundador da moderna república secular turca, era ilegal.

A Unesco disse que a decisão levantou questões sobre o impacto em seu valor universal como um local de importância que transcende fronteiras e gerações, o que é necessário para ser incluído em sua cobiçada lista de locais do Patrimônio Mundial.

Os países devem notificar o organismo cultural das Nações Unidas sobre qualquer alteração no status de um site, provocando uma revisão por seu Comitê do Patrimônio Mundial, se necessário, afirmou em comunicado.

“É lamentável que a decisão turca não tenha sido objeto de diálogo nem notificação de antemão”, disse o órgão cultural das Nações Unidas em comunicado.

LEIA: Presidente turco: Hagia Sophia estará aberta a todos

“A UNESCO pede às autoridades turcas que iniciem um diálogo sem demora, a fim de evitar um retrocesso do valor universal desse patrimônio excepcional cuja preservação será revisada pelo Comitê do Patrimônio Mundial em sua próxima sessão”, afirmou.

O monumento esteve no centro dos impérios bizantino cristão e muçulmano otomano e hoje é um dos mais visitados da Turquia, reverenciado por cristãos e muçulmanos.

Os líderes dos Estados Unidos, Rússia, Grécia e igreja cristã instaram a Turquia a manter o status de Hagia Sophia como museu.

Categorias
Europa & RússiaNotíciaONUOrganizações InternacionaisTurquia
Show Comments
Show Comments