Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Líbia e União Europeia discutem repercussões do ataque de Haftar a Trípoli

Presidente do Alto Conselho de Estado da Líbia, Khalid al-Mishri durante coletiva de imprensa em Trípoli, Líbia, em 24 de junho de 2020. [Hazem Turkia/Agência Anadolu]
Presidente do Alto Conselho de Estado da Líbia, Khalid al-Mishri durante coletiva de imprensa em Trípoli, Líbia, em 24 de junho de 2020. [Hazem Turkia/Agência Anadolu]

O presidente do Alto Conselho de Estado da Líbia, Khalid Al-Mishri, e o embaixador da União Europeia no norte da África, Alan Bugeja, discutiram ontem as repercussões da agressão do general rebelde, Khalifa Haftar, na capital, Trípoli.

Al-Mishri  recebeu o embaixador europeu em Trípoli, onde os oficiais falaram sobre  “os danos causados ​​pela milícia de Haftar à infraestrutura de Trípoli, à propriedade privada e aos crimes contra a humanidade”, segundo o conselho.

Al-Mishri e Bugeja também abordaram os crimes de guerra cometidos por Haftar à luz da descoberta de “valas comuns em Tarhuna e as minas terrestres plantadas em casas civis ao sul da capital”. Eles discutiram “o papel da União Européia em garantir o sucesso do processo político na Líbia”.

Na terça-feira, o exército líbio anunciou a recuperação de 208 corpos de valas comuns durante um período de 23 dias em áreas anteriormente mantidas pelas forças de Haftar.

O governo de acordo nacional da Líbia (GNA), apoiado internacionalmente, anunciou recentemente que recuperou áreas estratégicas da capital e dos campos de petróleo que caíram nas mãos das forças de Haftar.

LEIA: Líbia pede sanções contra mercenários estrangeiros

Categorias
ÁfricaLíbiaNotíciaOrganizações InternacionaisUE
Show Comments
Show Comments