Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ex-primeiro-ministro do Qatar diz que mídia árabe critica o Islã e apoia Israel

Ex-Primeiro Ministro do Qatar e Ministro das Relações Exteriores Hamad Bin Jassim [Wikipedia]
Ex-Primeiro Ministro do Qatar e Ministro das Relações Exteriores Hamad Bin Jassim [Wikipedia]

A mídia árabe de hoje é “degenerativa e lamentável” porque está sendo controlada por ditadores e recrutada para criticar o Islã e apoiar Israel, disse ontem o ex-primeiro-ministro do Qatar Hamad Bin Jassim Al Thani.

No Twitter, o ex-governante escreveu: “A situação da mídia de massa árabe escrita, falada e audiovisual é degenerativa e lamentável”.

Ele colocou responsabilidade nos ditadores que lideram os países árabes e forçam a mídia a cumprir seus próprios objetivos, que não atendem aos interesses das nações árabes.

LEIA: A nova abordagem brasileira para a questão da Palestina

Bin Jassim reiterou que o povo árabe pode facilmente refutar as notícias relatadas e publicadas pela mídia que é censurada sobre o que se passar no mundo.

“Os governos estão recrutando exércitos eletrônicos para postar mentiras e notícias falsas”, explicou, acrescentando: “Digo isso porque o estado da mídia árabe me causa muita dor, embora esteja cheia de pessoas honradas”.

Sobre como os líderes árabes dirigem a mídia de massa, ele citou “leis arbitrárias” e “alegações de terror” para restringir a mídia livre “que vise desenvolver e reformar as sociedades sem o caos”.

Ele descreveu as mídias árabes como “porta-vozes que combatem o Islã e apóiam Israel, que está expropriando terras palestinas e se recusando a implementar a resolução da comunidade internacional”.

“Israel, que não acredita na paz”, escreveu ele, “não liga para a importância da comunidade internacional … Israel não quer alcançar a paz com os árabes porque os árabes estão no seu bolso”.

Categorias
CatarIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments