Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

95% dos palestinos detidos nas cadeias de Israel sofrem tortura, denuncia ong

Ativistas palestinos sentam-se em uma prisão simulada durante protesto em solidariedade aos prisioneiros palestinos nas cadeias de Israel, em 9 de abril de 2019 [Mahmoud Nasser/Apaimages]
Ativistas palestinos sentam-se em uma prisão simulada durante protesto em solidariedade aos prisioneiros palestinos nas cadeias de Israel, em 9 de abril de 2019 [Mahmoud Nasser/Apaimages]

A Sociedade de Prisioneiros Palestinos afirmou nesta quinta-feira (25) que 95% dos palestinos detidos nas cadeias de Israel sofreram tortura, segundo informações da agência Anadolu. A estimativa é parte de um comunicado publicado pela organização no Dia Internacional de Apoio às Vítimas de Tortura, em 26 de junho.

“Israel adota métodos diversos para torturar detidos física e psicologicamente, por meio de um sistema de violência abrangente”, denunciou a ong.

Detalhou: “Presos são submetidos a privação do sono por meio de sessões de interrogatório que chegam a 20 horas consecutivas … além de métodos como impedir fluxo de sangue às extremidades, cobrir a cabeça da vítima com um saco, espancamento contínuo, tapas, chutes, abusos verbais e humilhação deliberada.”

Autoridades israelenses ameaçam os detidos com extensão arbitrária da prisão, abuso sexual, assassinato de familiares e demolição de suas casas.

Hoje, há aproximadamente 5.000 palestinos presos nas cadeias de Israel.

Quais os métodos de tortura preferidos por Israel?

LEIA: Israel detém cinco mulheres palestinas e um guarda na Mesquita de Al-Aqsa

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments