Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Liga Árabe diz que governo líbio é legítimo e seus acordos são válidos

Reunião extraordinária dos Ministros das Relações Exteriores da Liga Árabe sobre o chamado plano de paz do Oriente Médio do Presidente Donald Trump no Cairo, Egito, em 1º de fevereiro de 2020 [Thaer Ghanaim / Presidência Palestina /Divulgação - Agência Anadolu]
Reunião extraordinária dos Ministros das Relações Exteriores da Liga Árabe sobre o chamado plano de paz do Oriente Médio do Presidente Donald Trump no Cairo, Egito, em 1º de fevereiro de 2020 [Thaer Ghanaim / Presidência Palestina /Divulgação - Agência Anadolu]

O secretário-geral adjunto do embaixador da Liga Árabe, Hossam Zaki, descreveu o governo líbio de acordo nacional (GNA) como “legítimo” e os acordos em vigor entre Ancara e Trípoli como “legais”.

Zaki compartilhou em uma entrevista com um canal de televisão egípcio na noite de quarta-feira que o GNA é legítimo em conformidade com o Acordo de Skhirat, do qual o Egito também fazia parte.

Segundo Zaki, o governo é credenciado pel Liga Árabe, a União Africana e as Nações Unidas”, acrescentando que os acordos assinados entre o GNA e a Turquia também são válidos.

O exército líbio, afiliado ao GNA, conseguiu libertar a capital de Trípoli e as cidades de Tarhuna e Bani Walid (180 quilômetros a sudeste de Trípoli).

Na semana passada, as forças da GNA lançaram a Operação Caminho da Vitória para libertar as cidades do leste e centro da Líbia, mais importante ainda, Sirte e Al-Jafra.

Zaki explicou que: “A Liga Árabe está discutindo agora como as partes no conflito da Líbia podem convocar sua vontade política e tenta se sentar à mesa das negociações para discutir o futuro deste país”.

Ele acrescentou que a Liga Árabe “está ciente das dificuldades pela frente. A vontade política, se não estiver ausente, é no mínimo de ambos os lados. ”

LEIA: União Europeia apela por cessar fogo na Líbia

Categorias
ÁfricaLíbiaLiga ÁrabeNotíciaOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments