Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Milhares de indianos e egípcios podem ser deportados se Kuwait nacionalizar empregos

Cidadãos indianos são retratados do lado de fora de uma escola que foi transformada em centro para receber imigrantes irregulares que desejam aproveitar uma anistia anunciada para o Kuwait em abril, em meio à crise de pandemia de coronavírus COVID-19, na cidade do Kuwait em 16 de abril de 2020 [Yasser Al-Zayyat/ AFP / Getty Images]

Uma proposta de lei apresentada pelos parlamentares do Kuwait visa solucionar um desequilíbrio demográfico de longa data entre os trabalhadores estrangeiros e os nacionais do Kuwait. Se aprovada, pode levar centenas de milhares de trabalhadores estrangeiros a serem demitidos e substituídos por moradores locais.

A proposta inclui o estabelecimento de limites proporcionais por nacionalidade, para que o número de cidadãos de qualquer país não exceda o número de kuwaitianos, que segundo Al-Khaleej Online, levariam 844.000 indianos e meio milhão de egípcios a serem deportados.

O jornal do Kuwait Al-Rai informou que o MP Badr Al-Mulla e outros argumentaram que o desequilíbrio demográfico teve implicações perigosas em meio à pandemia de coronavírus, incluindo áreas superlotadas que contribuíram para a disseminação do vírus. A queda nos preços do petróleo também pode ser um fator que contribui para o Kuwait nacionalizar empregos.

Também há pedidos de congelamento dos pedidos de emprego por estrangeiros, além de cancelamento daqueles atualmente em processo ou em fase de renovação para os funcionários existentes.

As multas propostas por violar a lei são penas de prisão não superior a dez anos e multa não superior a 100.000 dinares (US $ 323.000) ou qualquer um dos dois.

Dizem que as autoridades do Kuwait receberam bem a decisão, na esperança de que todos os expatriados que trabalham no governo sejam substituídos por nacionais dentro de um ano. Um deputado, Abdulkarim Abdullah Al-Kandari, disse que a legislação é necessária porque, apesar das regulamentações existentes destinadas a reduzir o número de estrangeiros no setor governamental, os expatriados continuam a representar 26% dos funcionários do setor público no país.

De acordo com dados do ano passado da Autoridade Pública de Informações Civis do Kuwait, a população do Kuwait é de 4,7 milhões; 30% dos quais são nacionais e 70% são imigrantes.

LEIA: Kuwait reprime protesto de trabalhadores egípcios por repatriação

Categorias
KuwaitNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments