Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Serviços de segurança da Autoridade Palestina retiram-se dos subúrbios de Jerusalém

Praça Omar Ibn al-Hattab, em Jerusalém Oriental, 3 de abril de 2020 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]

Nesta sexta-feira (22), serviços de segurança da Autoridade Palestina se retiraram de diversas localidades de Jerusalém ocupada, classificadas como Áreas B e C pelos Acordos de Oslo, segundo fontes palestinas e israelenses.

Fontes oficiais palestinas relataram que a retirada ocorreu após encerramento da coordenação de segurança entre Autoridade Palestina (AP) e Israel, devido aos planos do estado sionista de anexar grandes partes da Cisjordânia ocupada.

Entretanto, a emissora estatal israelense Kan, corroborada pelo jornal Times of Israel, reportou: “O gesto foi basicamente simbólico – alguns oficiais saindo das cidades satélites de Azzariyah, Abu Dis, Biddu e Beit Ichsa, após obterem permissão especial de Israel para permanecer no local, como parte dos esforços contra a pandemia de coronavírus.”

Jerusalém Oriental – território ocupado – permanece sob controle de Israel e, portanto, forças da Autoridade Palestina não possuem permissão regular para operar na área.

LEIA: Presidente da Palestina encerra ‘todos os acordos’ com Israel e os EUA

Na última semana, o Presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas anunciou suspensão da coordenação de segurança com Israel.

Após a decisão, o Primeiro-Ministro da Autoridade Palestina Mohammed Shtayyeh reuniu-se com chefes dos serviços de segurança palestinos e requisitou oficialmente a interrupção das práticas de coordenação.

Afirmou Shtayyeh: “Israel violou o direito internacional e violou todos os acordos assinados conosco; portanto, não vamos mais cumprir esses acordos”.

Contudo, atitudes similares foram anunciadas em diversas ocasiões prévias pela liderança da Autoridade Palestina, em resposta a outras medidas unilaterais israelenses; posteriormente, segundo o hábito, a coordenação foi retomada.Kan

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments