Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Corte da Índia congela recursos de bilionário que fugiu aos Emirados Árabes Unidos

Bilionário indiano, B.R. Shetty [Youtube]

Uma corte da Índia ordenou o congelamento dos recursos do bilionário B.R. Shetty, que fugiu com sua esposa aos Emirados Árabes Unidos. O tribunal indiano considerou tais recursos como garantias pessoais de seu débito ao Banco de Baroda, instituição financeira internacional da Índia.

O jornal Financial Times reportou que o mandado da corte reflete medidas tomadas pelo prestigiado banco indiano para recuperar até US$250 milhões concedidos como empréstimos à corporação do setor de saúde NMC Health, além de outras empresas ligadas a Shetty.

Dharmendra Chatur, advogado do Banco de Baroda, declarou: “A corte em Bengaluru concluiu que um caso prima facie foi registrado a fim de proteger o Banco de Baroda contra Shetty e sua esposa; a próxima sessão será realizada em 8 de junho.”

LEIA: Princesa emiradense condena mensagens islamofóbicas de imigrante indiano

Em reunião no último mês de março, Shetty concordou em conceder seus saldos passivos ao banco, como garantia, segundo os documentos jurídicos sobre o caso.

Uma fonte relatou que Shetty assinou um acordo com o banco para hipotecar mais de 16 ativos imobiliários na Índia, com valor estimado entre US$10-15 milhões.

O caso refere-se à fuga do bilionário e proprietário da NMC Health aos Emirados Árabes Unidos, em fevereiro. Shetty enfrenta acusações decorrentes de pelo menos cinco processos registrados contra ele.

Os problemas financeiros do bilionário causaram a suspensão de todos os negócios e escambos referentes às ações de suas empresas na Bolsa de Valores de Londres.

Fontes de mídia internacional reportaram que B.R. Shetty fugiu a Dubai após expropriar até US$6.6 bilhões.

Categorias
Ásia & AméricasEAUÍndiaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments