Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Europeia diz que não reconhecerá anexação unilateral da Cisjordânia por Israel

Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança Josep Borrell Fontelles realiza uma conferência de imprensa em Bruxelas, Bélgica, em 9 de dezembro de 2019 [Dursun Aydemir/ Agência Anadolu]

O coordenador de política externa da União Europeia (UE), Josep Borrell, alertou Israel que o órgão não reconhecerá nenhum desacordo quanto a mudanças nas fronteiras de 1967.

Borrell prometeu apoio da UE para ajudar a reacender o processo de paz entre Israel e Palestina que incluía “negociações significativas entre as duas partes”.

“O direito é um pilar fundamental da ordem internacional baseada em regras. A esse respeito, a UE e seus estados membros lembram que não reconhecerão nenhuma mudança nas fronteiras de 1967, a menos que seja acordado por israelenses e palestinos ”, disse Borrell, acrescentando:“ A solução de dois estados, com Jerusalém como a capital futura de ambos, é a única maneira de garantir paz e estabilidade sustentáveis na região. ”

Post de Josep Borrell Fontelles oferece ajuda da União Europeia para “apoiar e facilitar negociações significativas para alcançar uma paz justa e duradoura” , e inclui link de posicionamento oficial em que cumprimenta o novo governo de Israel mas mostra preocupação da UE com os planos de anexação. “ Exortamos Israel a abster-se de qualquer decisão unilateral que levaria à anexação de qualquer território palestino ocupado e seria, como tal, contrário ao Direito Internacional.”, diz a nota. Borrell disse que a UE considerou o compromisso do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu de avançar com a anexação com “grave preocupação”.

Pelo acordo entre Netanyahu e seu ex-rival, líder do Partido Azul e Branco, Benny Gantz, antes da formação de um governo de unidade, a proposta de anexar partes da Cisjordânia ocupada e do vale do Jordão poderá ser submetida aos parlamentares em julho .

A UE já alertou na semana passada que sua Comissão de Relações Exteriores podeá impor sanções a Israel se esta implementar seu plano de anexação nos territórios palestinos ocupados.

LEIA: Embaixador de Israel faz lobbies nos EUA pela anexação temendo vitória de Biden

Categorias
IsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestineUE
Show Comments
Show Comments