Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Comandante houthi é morto em confronto com o exército, afirma fonte militar do Iêmen

Combatentes houthis no Iêmen [The Baghdad Post/Twitter]

Uma fonte militar do governo no exílio anunciou nesta quinta-feira (7) que um comandante das Forças Especiais do movimento rebelde houthi foi morto em batalha contra o exército iemenita. As informações são da agência Anadolu.

Segundo a fonte, em condição de anonimato: “O major-comandante das Forças Especiais Mohammed Al-Hamran foi morto durante confrontos com o exército.”

LEIA: Ataques aéreos sauditas atingem estábulos no colégio militar de Sanaa

Ativistas houthis lamentaram a morte de Al-Hamran, conhecido como Abu Youssef, nas redes sociais, sem conceder detalhes de onde ou como foi morto.

Os houthis não emitiram nenhum comentário oficial sobre o falecimento do comandante.

O movimento rebelde costuma manter segredo sobre a localidade da morte de seus líderes, ao utilizar a seguinte frase: “Morto em batalha enquanto defendia sua pátria na guerra.”

Al-Hamran é sucessor do major-general Hassan Al-Jaradi, conhecido como Abu Shahid, no comando das Forças Especiais Houthis. Al-Jaradi foi morto em ação na província iemenita de Al-Hudaydah, há mais de um ano.

A coalizão liderada por Arábia Saudita concede apoio militar direto às forças do governo do Iêmen contra os houthis, ligados ao Irã, desde início da intervenção, em 2015.

A guerra em curso resultou em uma das piores crises humanitárias do mundo. Estima-se que 80% da população do Iêmen depende de assistência humanitária, após todos os setores vitais do país serem quase absolutamente destruídos; em particular, o setor de saúde, que representa grave preocupação diante da pandemia de coronavírus.

LEIA: Forças apoiadas pelos Emirados Árabes Unidos atacam o campo das forças do Iêmen

Categorias
Arábia SauditaIêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments