Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Militares do Sudão afirmam estar unidos, não importa o que dizem os inimigos

Manifestantes sudaneses no alto de um veículo militar em Cartum, Sudão, em 7 de abril de 2019 [AFP / Getty]

As Forças de Apoio Rápidas do Sudão (RSF) afirmaram a unidade e a coesão do establishment militar, enfatizando que seu pessoal compartilha um senso comum de solidariedade e sacrifício coletivo em defesa da pátria e dos cidadãos com responsabilidade e imparcialidade.

O porta-voz da RSF, Brigadeiro-General Jamal Jumaa, disse em comunicado ontem que desde a sua formação, a RSF tem feito o possível para garantir a unidade, a segurança e a estabilidade do Sudão, enquanto trabalha em harmonia, coesão e coordenação com todas as outras. divisões para servir os interesses da nação.

LEIA: Governo do Sudão e Movimento Popular de Libertação assinam memorando político

Jumaa denunciou “as vozes emergentes de alguns traidores e inimigos do Sudão”, que estariam espalhando rumores e mentiras sobre falsas disputas dentro do exército, a fim de minar sua unidade e coesão.

“Essas vozes questionaram a competência das forças de segurança e desafiaram seu senso de imparcialidade e lealdade ao establishment militar e ao governo de transição, enquanto faziam um discurso ultrajante e estranho que é desmascarado pelos fat0s”.

Jumaa enfatizou a importância de avançar para proteger a revolução, até que a liberdade, a paz e a justiça sejam alcançadas, explicando que mirar e conspirar contra o establishment militar apenas fortalecerá a harmonia e a coesão entre suas fileiras.

Ele prometeu levar ao tribunal os rumores que se espalham, pois visam a segurança, a proteção e a estabilidade do Sudão.

LEIA: Sudão rejeita tentativas de polarização da crise sobre a Represa do Renascimento

Categorias
ÁfricaNotíciaSudão
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments