Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia critica Grécia por declaração de jurisdição marítima

Unidade de operação especial da Marinha da Turquia para defesa das águas (SAT) pousa no TCG Gaziantep durante a operação naval 'Blue Homeland 2019' em Antalya, Turquia, em 28 de fevereiro de 2019. [Mustafa Çiftçi - Agência Anadolu]

A Turquia rebateu na quinta-feira uma declaração do Ministério das Relações Exteriores da Grécia reivindicando as áreas de jurisdição marítima turca no Mediterrâneo Oriental, informa Anadolu.

Hami Aksoy, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, classificou a declaração grega de “infeliz e enganosa”.

“No cerne da questão do Mediterrâneo Oriental estão as reivindicações maximalistas da área de jurisdição marítima pela dupla grega e cipriota grega, bem como a desconsideração dos cipriotas turcos e seus direitos como coproprietários da ilha com a Grécia e a UE”, Aksoy disse em uma declaração escrita.

A autoridade turca disse que as tentativas de legitimar tais reivindicações através da União Europeia e “os mapas publicados nesta união não têm valor legal”.

“As reivindicações de jurisdição da área marítima apresentadas pela Grécia, como se ela fosse um estado arquipelágico, desconsiderando o princípio da delimitação justa e eqüitativa, que é a regra principal na delimitação das fronteiras marítimas, são de fato uma violação do direito internacional. A exibição mais impressionante disso, como mencionado em nossas declarações anteriores, é a ilha de Kastellorizo/Megisti. ”

Ele ressaltou que a Turquia continuará mantendo os canais de diplomacia e cooperação abertos, “protegendo com determinação” seus próprios direitos, bem como os direitos dos cipriotas turcos.

O terceiro navio de perfuração de poços da Turquia chegou a Tasucu, Mersin, uma cidade costeira na região mediterrânea do país, em 15 de março.

Atualmente, a Turquia está explorando o Mediterrâneo Oriental com dois navios de pérguração, Fatih e Yavuz, juntamente com navios sísmicos Oruc Reis e Barbaros Hayrettin Pasa, todos na mesma região.

A Turquia também planeja explorar a região do Mar Negro, onde o trabalho foi suspenso por um longo tempo.

LEIA: Guarda costeira da Turquia resgata 31 migrantes deportados pela Grécia

Categorias
Europa & RússiaGréciaNotíciaTurquia
Show Comments
Show Comments