Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia assumirá fábricas de máscaras médicas

Funcionário da saúde faz a desinfecção na Praça Sultanahmet como precaução contra a pandemia de coronavírus (Covid-19) em Istambul, Turquia, em 21 de março de 2020. [Elif Öztürk - Agência Anadolu]

A polícia turca ameaçou ocupar as fábricas de máscaras médicas do país se não começarem a vender seus estoques ao governo, informaram agências de notícias na segunda-feira.

As reportagens informaram que a polícia deu um ultimato às fábricas e elas têm até 20 horas da manhã do dia 23 de março para decidir.

O ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, disse a repórteres no domingo que a polícia invadiu depósitos de alguns produtores locais de máscaras faciais e pediu que assinassem contratos imediatamente com o ministério da saúde.

Soylu disse que o governo compraria as máscaras a um preço razoável.

Na terça-feira, a Turquia confirmou que o número total de mortes por coronavírus havia atingido 37, informou Anadolu, observando que mais de 20.000 testes foram realizados até agora em pessoas suspeitas de contrair o vírus.

Anadolu também informou que 293 apresentaram resultados positivos nas últimas 24 horas, elevando o total de pessoas infectadas no país para 1.529.

LEIA: Turquia deverá repatriar mais de 3.000 estudantes turcos no exterior

Categorias
CoronavírusEuropa & RússiaNotíciaOriente MédioTurquia
Show Comments
Show Comments