Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Morre ex-ditador do Egito Hosni Mubarak

Presidente do Egito Hosni Mubarak em Washington, Estados Unidos, 18 de agosto de 2009 [Jim Watson/AFP/Getty Images]

O ex-Presidente do Egito Hosni Mubarak morreu aos 91 anos poucas semanas após cirurgia, declarou hoje a emissora estatal de televisão do país. Mubarak governou o Egito por trinta anos sob mão de ferro, até ser deposto por protesto populares de massa – a chamada Primavera Árabe –, em 2011.

O ex-ditador egípcio foi então detido por seis anos após os levantes populares, mas foi libertado em 2017 ao ser absolvido da maior parte das acusações. Durante seu período de prisão, foi mantido no Hospital Militar de Maadi, na cidade Cairo, capital do Egito.

Mubarak foi inocentado, na ocasião, pelas mais altas cortes de apelação do país. O ex-ditador respondia por conspirar pelo assassinato de manifestantes durante os protestos de 2011, que levaram à sua deposição. A decisão judiciária de 2017 anulou a pena de prisão perpétua recebida anteriormente, em 2012, pela morte de 239 pessoas durante os protestos.

Uma acusação por crimes de corrupção, independente das acusações de conspiração e assassinato, também foi anulada em janeiro de 2015.

O ex-ditador tornou-se presidente em 1981, após o assassinato do predecessor Anwar Sadat, e governou o país por três décadas.

Sua morte ocorre apenas alguns dias após seus dois filhos serem absolvidos de acusações de comércio ilegal de ações, ao conduzirem a venda de um banco quatro anos antes dos levantes que resultaram no fim do período Mubarak.

Categorias
ÁfricaEgitoIsraelNotíciaSlide Grande
Show Comments
Show Comments