Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ministro do Iêmen denuncia prisões de oficiais do governo por rebeldes houthis

Soldados houthis no Iêmen [Agência Anadolu/Facebook]

Muammar Al-Iryani, Ministro de Informações do Iêmen, anunciou no sábado (22) que forças dos rebeldes houthis executaram uma campanha de prisões contra funcionários públicos e oficiais dos ministérios da defesa e interior do Iêmen, em áreas sob controle das forças dissidentes.

“Os houthis lançaram novas campanhas de prisão, atingindo funcionários públicos e oficiais dos ministérios da defesa e interior, além de oficiais e membros do partido político Congresso Geral do Povo”, escreveu Al-Iryani em sua conta do Twitter.

O ministro esclareceu que a nova campanha de prisões coincide com negociações atualmente em curso na Jordânia, entre representantes do governo reconhecido internacionalmente e houthis, a fim de pôr em prática um acordo de troca de prisioneiros assinado na Suécia.

Al-Iryani fez ainda um apelo à Organização das Nações Unidas para exercer pressão aos rebeldes houthis, a fim de interromper as campanhas vigentes de prisões e sequestros.

O Iêmen é assolado por conflitos armados desde que o movimento rebelde houthi, apoiado pelo Irã, depôs o governo do Presidente Abd Rabbu Mansour Hadi, e assumiu controle sobre a capital Sanaa, em 2014. Uma coalizão liderada pela Arábia Saudita interveio no ano seguinte, para tentar restaurar o presidente deposto, agravando a situação humanitária no país.

Categorias
IêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments