Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ataques aéreos da Rússia fecham dois hospitais em Aleppo, Síria

Interior danificado de um hospital de campo após ataques aéreos em Aleppo, Síria, 14 de novembro de 2016 [Ahmed Hasan Ubeyd/Agência Anadolu]

Dois hospitais foram fechados no interior da província de Aleppo, Síria, nesta segunda-feira (17), devido a novos ataques aéreos executados pela Rússia.

O observatório aéreo da oposição síria reportou que aeronaves russas lançaram ataques contra as cidades de Kafr Nabl, na província de Idlib, e Darat Izza e Atarib, na província de Aleppo, além das aldeias de Bsaqul, Mseibin, Al-Arbaeen, Al-Rami, Takad e Hass.

A agência Anadolu relatou, conforme informações obtidas pela Defesa Civil da Síria (Capacetes Brancos), que jatos de combate russos atingiram os hospitais de El-Fardous e Kenana, em Darat Izza.

A Defesa Civil da Síria confirmou ainda que os ataques russos resultaram no fechamento de ambos os centros médicos e um guarda ferido.

A oposição síria espera uma nova escalada no ritmo dos bombardeios russos sobre Darat Izza, diante do avanço das forças do regime sírio de Bashar al-Assad sobre a área, a fim de bloquear a estrada que liga a cidade de Afrin, em Aleppo, a Idlib.

Em setembro de 2018, Turquia e Rússia chegaram a um acordo para estabelecer uma zona desmilitarizada em Idlib, proibindo hostilidades na região.

Desde então, mais de 1.800 civis foram mortos em ataques conduzidos pelo regime sírio e aliados russos, em violação do acordo de cessar-fogo assinado em 2018 e de outro acordo que entrou em vigor em 12 de janeiro último.

Mais de 1.7 milhões de sírios sofreram deslocamento forçado a áreas próximas à fronteira turca, em esforços para escapar dos intensos ataques executados durante o último ano.

Categorias
Europa & RússiaNotíciaOriente MédioRússiaSíria
Show Comments
Show Comments