Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Visita de Netanyahu a Beit El enfraquece qualquer chance de paz, diz ministério palestina

Ministério palestino diz a visita de Netanyahu a Beit El enfraquece qualquer chance de paz
Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, durante reunião semanal do gabinete em Jerusalém,. Em 14 de abril de 2019. [Roney Zvulun/AFP /Getty Images]

O Ministério dos Negócios Estrangeiros e Expatriados da Palestina condenou fortemente a visita provocativa feita pelo primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ao assentamento de Beit El, estabelecido em terras de cidadãos no leste de Al-Bira, e a sua colocação da pedra fundamental. para um novo bairro no entorno do assentamento.

Em um comunicado, quinta-feira, o ministério condenou como racistas os apelos feitos por membros do Knesset israelense para que se imponha a lei israelense na Cisjordânia ocupada, anexando a área “C” ou aos assentamentos.

O ministério alertou veementemente os perigos e repercussões desses apelos e a probabilidade de acabar com todas as chances de alcançar a paz com base em uma solução de dois estados.

“Alcançar uma paz justa e abrangente é a verdadeira chave para alcançar segurança e estabilidade para todas as partes”, disse o ministério. A declaração também exige que a comunidade internacional condene esses chamados racistas.

O ministério apreciou as posições europeias e a posição do porta-voz da UE e do representante do Secretário-Geral da ONU sobre os assentamentos israelenses e a expansão colonial.

Mas disse que a falha em responsabilizar as autoridades de ocupação por suas violações, delitos de assentamento e manifestações racistas oferece cobertura para mais crimes e violações contra o povo, a terra, as santidades e as propriedades palestinas.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments