Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Presidente palestino condena desmandos americanos durante reunião com delegação dos EUA

Mahmoud Abbas, presidente palestino, em Nova Iorque, Estados Unidos, 15 de janeiro de 2018 [Atılgan Özdil/Agência Anadolu]

Nesta quarta-feira (7), o presidente palestino Mahmoud Abbas recebeu uma delegação de parlamentares americanos do Partido Democrata, liderada por Steny Hoyer, líder da maioria na Câmara de Representantes dos Estados Unidos.

O presidente palestino afirmou que a solução de dois estados, conforme as resoluções de legitimidade internacional, é a única solução possível para o conflito israelo-palestino, e reiterou sua rejeição às decisões e desmandos americanos referentes a Jerusalém, refugiados, fronteiras e segurança.

Abbas enfatizou que Israel não respeita os compromissos bilaterais assinados com a liderança palestina, o que força a Autoridade Palestina a considerar a revogação destes acordos.

Em resposta, membros da delegação declararam seu apoio pleno à paz e à solução de dois estados.

A Autoridade Palestina (AP) suspendeu comunicações políticas com a administração americana desde dezembro de 2017, após o Presidente dos Estados Unidos Donald Trump decidir reconhecer Jerusalém como capital de Israel, além de fechar a embaixada palestina em Washington.

Na segunda-feira (5), a delegação composta por 41 democratas americanos pousou em Israel como parte de uma turnê organizada pela Fundação Americano-Israelense para a Educação (AIEF, em inglês), braço educacional do Comitê de Assuntos Públicos Americano-Israelense (AIPAC).

A delegação passará mais uma semana em Israel, durante a qual está previsto o encontro com o Primeiro-Ministro Benjamin Netanyahu, além de uma reunião com Benny Gantz, principal rival eleitoral de Netanyahu e líder de fato da oposição israelense, encabeçada pelo partido Azul e Branco (Kahol Lavan).

Um grupo de quatro parlamentares progressistas democratas dos Estados Unidos, composto por Ilhan Omar, Rashida Tlaib, Alexandria Ocasio-Cortez e Ayanna Pressley, recusou-se a participar da comitiva filiada ao grupo de lobby israelense AIPAC. Omar e Tlaib, primeiras congressistas muçulmanas da história do congresso americano, anunciaram a coordenação de sua própria delegação para visitar os territórios palestinos ocupados. A data de sua viagem ainda não foi anunciada.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments