Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Prosseguem protestos palestinos contra a restrição ao trabalho no Líbano

Palestinos no campo de refugiados de Baddawi, no Líbano, protestam contra as restrições impostas às suas oportunidades de trabalho. Em 15 de julho de 2019 [Rede de Notícias Quds / Twitter]

Em mais uma sexta-feira, dezenas de milhares de refugiados palestinos no Líbano protestaram contra as restrições de trabalho libanesas que lhes são impostas, informou a Quds Press.

Milhares de refugiados no Líbano participaram dos “maiores” e “mais amplos” protestos desde 15 de julho, quando foram lançados os protestos contra as restrições libanesas.

Comícios e marchas foram organizados em vários campos de refugiados, incluindo Nahr Al-Bared, Baddawi, Shatila, Ein El-Hilwa e Al-Bas.

Durante esses encontros, os refugiados palestinos reiteraram sua exigência de que a nova lei, que obriga todos os trabalhadores estrangeiros a solicitar permissões de trabalho, não deveria se aplicar a eles.

Uma greve geral foi realizada na maioria dos campos de refugiados. Políticos libaneses e ativistas também participaram dos protestos.

Os palestinos vivem no Líbano como refugiados há mais de 70 anos, desde a criação do estado de Israel. Até o momento, eles estão proibidos de trabalhar em quase 70 profissões, incluindo a de cabeleireiros, e moram em campos de refugiados superlotados.

Categorias
IsraelLíbanoNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments