Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Sisi afirma que Egito sempre apoiará as forças militares de Haftar

Presidente egípcio, Abdel Fattah Al-Sisi, encontra-se com o comandante do exército nacional líbio, Marechal de Campo Khalifa Haftar, no Cairo, Egito, 13 de maio de 2017 [Escritório Presidencial do Egito/Apaimages]

O Egito sempre apoiará as tropas líbias do General Khalifa Haftar, disse ontem o presidente egípcio Abdel Fattah Al-Sisi.

“A posição do Egito em apoiar o Exército Nacional Líbio em sua campanha para eliminar grupos terroristas por toda a Líbia jamais irá mudar,” declarou Sisi a jornalistas, após sua reunião com Aqilah Saleh, porta-voz do parlamento líbio, no Cairo, capital egípcia.

Saleh está em visita ao Cairo por um período indeterminado a fim de encontrar-se com oficiais egípcios.

Sisi observou que seu país apoia o que ele descreveu como “a legitimidade da Líbia representada pela Câmara dos Representantes do país,” enfatizando que o povo líbio sempre “será respeitado.”

O Cairo reconhece as forças de Haftar como o exército oficial da Líbia. Nos anos recentes, Sisi encontrou-se com Haftar diversas vezes.

Na quarta-feira (12), os ministros de relações internacionais do Egito, Tunísia e Argélia – durante encontro na Tunísia – declararam que “não há solução militar para a crise na Líbia,” e reivindicaram “um cessar-fogo imediato.”

As forças de Haftar lançaram uma campanha militar em abril para capturar TrÍpoli do Governo de União Nacional, reconhecido pela ONU.

Após semanas de confrontos na periferia de Trípoli, no entanto, a campanha de Haftar até então fracassou em seus objetivos primários. Entretanto, as forças de Haftar permanecem a postos em diversas áreas ao redor da capital.

A Líbia continua em conflito desde 2011, quando o ditador Muammar Gaddafi foi deposto e morto por um violento levante apoiado pela OTAN, após quatro décadas de governo autoritário. O país rico em petróleo desde então vive a disputa entre dois grupos rivais para tomar o poder: o primeiro, no leste da Líbia, ao qual Haftar é afiliado, e o Governo de União Nacional, com base em Trípoli, que logra do reconhecimento das Nações Unidas.

Categorias
ÁfricaArgéliaEgitoLíbiaNotícia
Show Comments
Show Comments