Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Alto Conselho da Líbia condena bombardeios executados por forças de Haftar

Combatente leal ao Governo de União Nacional da Líbia mantém seu posto no complexo militar Salah al-Din, no sul de Trípoli, capital da Líbia, em 7 de maio de 2019 [Mahmud Turkia/AFP/Getty]

O Alto Conselho de Estado da Líbia denunciou o bombardeio contra um aeroporto e hospital de campo executado por forças leais ao General Khalifa Haftar.

Em declaração divulgada ontem, o conselho destacou que “as violações cometidas por Haftar” são adicionadas diariamente aos seus registros de crimes de guerra. “Tais violações,” acrescentou o conselho, “somente confirmam a sua obstinação, e daqueles por trás dele, para destruir tudo a fim de tomar o poder.”

O conselho também condenou os ataques aéreos de Haftar contra um hospital de campo próximo a As-Sawani e contra uma escola em Az-Zawiya, ambos a oeste de Trípoli, capital do país.

A declaração exigiu uma postura clara e firme da Missão de Apoio das Nações Unidas na Líbia, do Conselho de Segurança da ONU e de todas as entidades relevantes contra os ataques.

O Ministro do Interior do Governo de União Nacional enfatizou que os “atos criminosos” cometidos pelas forças de Haftar – que incluem atentados contra áreas densamente povoadas – são uma “tentativa desesperada de intimidar e aterrorizar civis”.

Na quinta-feira (6), as forças de Haftar – conhecidas como Exército Nacional Líbio – conduziram um ataque aéreo contra o setor militar do Aeroporto Internacional de Mitiga, o único aeroporto em funcionamento de Trípoli. O atentado atingiu a pista pouco antes do horário de decolagem previsto para um avião de apoio humanitário em direção à cidade de Ghat, destruída por enchentes na última semana.

O ataque foi o segundo atentado contra aeroportos em dois dias.

Nesta mesma semana, o Exército Nacional Líbio também bombardeou um hospital de campo em As-Sawani. Um correspondente da rede de notícias Al Jazeera na Líbia citou um oficial do Ministério da Saúde do governo central ao relatar que funcionários do hospital foram feridos durante o ataque.

Os ataques compõem uma ofensiva de dois meses executada pelas forças de Haftar em uma tentativa de tomar Trípoli, administrada pelo Governo de União Nacional, reconhecido internacionalmente. No entanto, apesar de meses de violência, mortos e feridos, até então, o Exército Nacional Líbio falhou em romper as defesas dos subúrbios no sul da capital.

Categorias
ÁfricaLíbiaPalestine
Show Comments
Show Comments