Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel se encoleriza com visita de diplomatas a Al-Aqsa, coordenada com Amã

1
Sven Kuhn von Burgsdorff (à direita), emissário da União Europeia na Palestina, visita Mesquita de Al-Aqsa junto do diretor-geral do Waqf Islâmico, Azzam al-Khatib, em Jerusalém ocupada, 18 de janeiro de 2023 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]

Israel demonstrou indignação sobre uma visita de emissários da União Europeia e outros países ocidentais à Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém ocupada, na última quarta-feira (19), ao alegar falta de coordenação prévia com as autoridades ocupantes.

Conforme reportagem do jornal Israel Hayom, a delegação abrangeu cerca de 30 diplomatas da Europa, Canadá, Austrália e Argentina.

O grupo coordenou a visita com o Waqf Islâmico de Jerusalém, órgão que administra os lugares sagrados da cidade, incluindo o Nobre Santuário de Al-Aqsa.

“Acompanhamos diplomatas que pensam como nós em Al-Aqsa, para demonstrar nosso apoio à custódia jordaniana sobre os santuários cristãos e islâmicos de Jerusalém”, escreveu no Twitter o Consulado Britânico na cidade santa.

ASSISTA: Colonos erguem bandeiras de Israel e cantam hino em frente a Al-Aqsa 

“Continuamos a promover os arranjos históricos do status quo que permitem que todas as três fés abraâmicas exerçam seus direitos de culto na Cidade Velha”, acrescentou.

Um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores de Israel, todavia, condenou a visita: “Trata-se de uma visita irresponsável que pode levar a provocação e incitação. A pasta continuará a se engajar via canais diplomáticos para impedir medidas que levem a uma escalada e deixou claro que as ações da União Europeia não serão toleradas”.

Israel ocupa Jerusalém Oriental, onde situa-se Al-Aqsa, desde a Guerra dos Seis Dias em 1967. Em 1980, o regime sionista anexou toda a cidade, medida jamais reconhecida pela comunidade internacional.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments