Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel vende sistema de combater a drones à Ucrânia via Polônia

Veículo aéreo não-tripulado Gelios-AEW, durante Feira Militar de Moscou, em 22 de agosto de 2022 [Andrey Rudakov/Bloomberg via Getty Images]

Uma empresa israelense forneceu sistemas de combate a drones à Ucrânia através da Polônia, confirmou nesta segunda-feira (12) o website em hebraico Zman Yisrael. Conforme uma fonte, o equipamento foi exportado à Polônia para contornar a suposta recusa israelense em conferir apoio à resistência ucraniana.

A empresa reportou a venda ao Ministério da Defesa de Israel ao alegar que seu comprador era Varsóvia. No entanto, o governo polonês serviu apenas de mediador para transferir os aparatos à Ucrânia. Não há confirmação de que o fabricante israelense sabia da transação.

O sistema militar é capaz de interceptar e abater veículos aéreos não-tripulados e é designado como “tecnologia avançada de defesa” de caráter confidencial – categoria restrita ao mercado militar de Kiyv. Não obstante, Tel Aviv não parece interessado em revogar o acordo.

LEIA: Israel se prepara para operar drones armados em missões noturnas na Cisjordânia

Desde a invasão russa ao estado vizinho, em fevereiro último, o governo israelense se recusou oficialmente a vender sistemas militares à Ucrânia, sob apreensão de ferir seu relacionamento com Moscou.

Israel emprega seu sistema de combate a drones na fronteira com o Líbano e arredores da Faixa de Gaza sitiada, com intuito de conter eventuais ataques conduzidos pela resistência palestina ou pelo movimento libanês Hezbollah.

Categorias
Europa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaPolôniaRússiaUcrânia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments