Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Emirados Árabes são acusados ​​de bombardear exército e civis do Iêmen

1
Um soldado leal ao governo saudita e apoiado pelos Emirados Árabes Unidos no Iêmen, em 8 de agosto de 2018 [Karim Sahib/AFP/Getty Images]

Os drones que se acredita pertencerem aos Emirados Árabes Unidos atingiram postos do exército do Iêmen na província de Shabwa, no leste do país, na segunda-feira, informaram fontes locais e ativistas.

Uma fonte anônima disse ao Arabi 21 que o bombardeio das forças do governo abriu caminho para que milícias leais a Abu Dhabi expandissem sua área de controle para a rodovia internacional que liga as províncias de Shabwa e Hadhramout ao sul e Marib ao norte.

Um número desconhecido de pessoas foram mortas ou feridas no ataque, incluindo civis. De acordo com ativistas locais, um dos ataques aéreos dos Emirados atingiu um ônibus. O motorista estava entre os civis mortos.

O ataque contínuo ao exército e às forças de segurança do governo iemenita provocou indignação nas mídias sociais.

Acusações de traição foram feitas ao Presidente do Conselho Presidencial de Liderança devido ao seu silêncio sobre os ataques. Rashad Al-Alimi chegou aos Emirados Ás em uma visita de trabalho não oficial, segundo a agência de notícias estatal, após a qual seguirá para a Arábia Saudita.

Na semana passada, a cidade de Ataq, centro administrativo da província de Shabwa, foi palco de batalhas entre forças do governo e uma milícia apoiada pelos Emirados. A luta terminou com a milícia assumindo o controle da cidade depois que aeronaves dos Emirados realizaram dezenas de ataques contra as forças do governo.

LEIA: Autoridade Houthi diz que mais de US$ 13 bilhões da riqueza petrolífera do Iêmen foram ‘saqueados’ em 5 anos

Categorias
Emirados Árabes UnidosIêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments