Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mais de 150 palestinos ficaram feridos quando polícia israelense invadiu a Al-Aqsa

O Crescente Vermelho Palestino disse que 152 palestinos ficaram feridos durante confrontos com a polícia israelense nos pátios da mesquita.

Os palestinos foram feridos por balas de borracha, gás lacrimogêneo e espancados pela polícia israelense, que também disparou uma enxurrada de granadas de efeito moral.

Em um comunicado, o Departamento de Fundos Islâmicos em Jerusalém disse que um dos guardas da mesquita foi atingido no olho por uma bala de metal revestida de borracha.

Testemunhas oculares disseram à Agência Anadolu que a polícia israelense perseguiu os fiéis e os espancou nos pátios da mesquita.

Por sua vez, a polícia israelense anunciou em um comunicado que três de seus membros foram levemente feridos por pedras lançadas contra eles.

A polícia também observou em outro comunicado que suas forças removeram os “manifestantes” da Mesquita de Al-Aqsa e prenderam cerca de 300 deles.

Milhares de fiéis estavam na mesquita, onde realizavam a oração da manhã.

Em um comunicado anterior, a polícia disse que interveio depois que pedras foram jogadas no Muro das Lamentações, conhecido pelos muçulmanos como Muralha de Buraq.

LEIA: Estudiosos muçulmanos alertam sobre planejada profanação israelense da Mesquita de Al-Aqsa

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments