Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mercenários sírios estão agora na Rússia para lutar contra a Ucrânia

Vista de um posto de controle na entrada oeste de Kiev, Ucrânia, enquanto os ataques russos continuam, em 14 de março de 2022 [Andre Luis Alves/Agência Anadolu]

A inteligência ucraniana anunciou ontem que um grande número de “mercenários sírios” chegou à Rússia para lutar ao lado do exército russo.

A inteligência ucraniana afirmou que 150 mercenários sírios foram transferidos da Base Aérea de Hmeimim para a Rússia na terça-feira, observando que Moscou planeja transferir armas e equipamentos militares da Síria para a Rússia e a Bielorrússia para usar na guerra contra a Ucrânia.

Em 11 de março, a presidência russa anunciou que “abriu as portas para o voluntariado para lutar ao lado da Rússia contra a Ucrânia”. O ministro da Defesa, Sergei Shoigu, disse que Moscou recebeu um grande número de solicitações de vários países, observando que a maioria das solicitações era do Oriente Médio.

Na terça-feira passada, o Estado-Maior do exército ucraniano revelou que as forças russas abriram dois centros perto das fronteiras ucranianas com a Rússia e a Bielorrússia para treinar mercenários da Síria.

LEIA: Rússia convoca milhares da Síria para lutar na Ucrânia

Fontes disseram que cerca de 400 voluntários já chegaram à Rússia e que o país recrutou mais de 1.000 pessoas nos últimos dias.

Fontes sírias, no entanto, alertaram que o regime do presidente Bashar Al-Assad registrou os nomes de combatentes que desejam participar da guerra na Ucrânia, prometendo pagá-los generosamente, em conjunto com campanhas de propaganda russas.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR, na sigla em inglês) anunciou recentemente que quase 40.000 mercenários das várias formações militares do regime foram contratados.

Categorias
Europa & RússiaNotíciaOriente MédioRússiaSíriaUcrânia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments