Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Europeia anuncia US$ 367 milhões em fundos extras para apoiar refugiados na Turquia

Crianças sírias posam para uma foto em um campo de refugiados na Turquia, em 9 de janeiro de 2018 [Rauf Maltaş/Agência Anadolu]
Crianças sírias posam para uma foto em um campo de refugiados na Turquia, em 9 de janeiro de 2018 [Rauf Maltaş/Agência Anadolu]

A União Europeia disponibilizou US$ 367 milhões em financiamento adicional para refugiados na Turquia, anunciou a Comissão Europeia na quinta-feira, segundo a Agência Anadolu.

Estendendo o esquema multifuncional de assistência em dinheiro do bloco, a Rede de Segurança Social de Emergência, até o início de 2023, o apoio financeiro proporcionará aos refugiados transferências mensais para cobrir as necessidades essenciais de aluguel, contas, comida e remédios.

Visitando a capital da Turquia, Ancara, o comissário da UE para Gerenciamento de Crises, Janez Lenarcic, disse que o apoio seria “uma tábua de salvação crítica para centenas de milhares de famílias, muitas das quais foram especialmente atingidas pela pandemia do coronavírus”.

“Essa ajuda em dinheiro permite que eles próprios decidam o que precisam mais urgentemente, ao mesmo tempo em que contribui para a economia turca”, acrescentou, chamando o programa de “uma grande conquista” para a UE e a Turquia.

Na semana passada, o Parlamento Europeu deu luz verde final para fornecer US$ 168,7 milhões para a extensão do programa até o início de 2022, financiado com a margem remanescente do orçamento da UE para 2021.

Os recém-anunciados US$ 367 milhões se somam a esse apoio para prolongar o esquema por mais um ano, coberto pelo pacote de apoio de US$ 3,38 bilhões da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciado em junho para refugiados na Turquia.

A Turquia tem sido um importante ponto de trânsito para os requerentes de asilo que pretendem cruzar para a Europa para começar uma nova vida, sobretudo aqueles que fogem da guerra e da perseguição.

A Turquia já hospeda quatro milhões de refugiados, mais do que qualquer outro país do mundo, e está tomando novas medidas de segurança em suas fronteiras para prevenir humanamente um novo influxo de migrantes.

LEIA: Mais de 1 milhão de sírios ‘retornaram voluntariamente’ da Turquia ao seu país

Categorias
Europa & RússiaNotíciaOrganizações InternacionaisTurquiaUE
Show Comments
Show Comments