Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Iraque repatria 15 ex-detidos sauditas

Um oficial iraquiano inspeciona uma prisão no Iraque, em 30 de junho de 2016 [Ahamd Al-Rubaye/AFP/Getty Images]

As autoridades iraquianas entregaram ontem 15 ex-detidos sauditas a Riad, depois que cumpriram suas sentenças.

O diretor da Direção de Estado Civil do Ministério do Interior iraquiano, Riyad Al-Kaabi, disse a Al-Sabaah: “156 filhos de combatentes do Daesh de mães estrangeiras foram deportados com base em uma decisão judicial”. Ele não forneceu detalhes sobre os países para os quais os prisioneiros libertados foram repatriados.

Al-Kaabi destacou que a deportação e repatriação contou com a presença de “representantes das embaixadas de cada um dos países dos prisioneiros libertados”, acrescentando que a repatriação foi realizada após a entrega de “documentos de viagem temporários, passagens, bem como despesas para o teste de exame de coronavírus”.

Embora não haja uma contagem oficial do número de detidos sauditas em prisões iraquianas, dezenas deles teriam entrado ilegalmente no Iraque para se juntar a grupos armados, principalmente a Al-Qaeda, para lutar contra as forças dos EUA.

A Arábia Saudita retomou as relações diplomáticas com o Iraque em dezembro de 2015, após uma paralisação de 25 anos desde a invasão do Kuwait pelo Iraque em 1990.

As forças iraquianas teriam prendido milhares de militantes do Daesh, incluindo centenas de estrangeiros multinacionais, durante a guerra de três anos que eclodiu em 2014 até 2017.

LEIA: Devemos participar das eleições iraquianas ou boicotá-las?

Categorias
Arábia SauditaIraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments