Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Líder da Jihad Islâmica celebra fuga de prisioneiros palestinos

Iham Kamamji e Munadil Nafayat, ambos membros da Jihad Islâmica, foram detidos em Jenin, na Cisjordânia ocupada

Ziad al-Nakhalah, secretário-geral do movimento palestino de Jihad Islâmica, celebrou a fuga realizada por seis prisioneiros palestinos do presídio de segurança máxima de Gilboa, no norte do território considerado Israel, no início de setembro.

Em mensagem divulgada por sua facção no sábado (18), al-Nakhala descreveu os prisioneiros como “heróis da Brigada de Jenin … que desencadearam uma forte Intifada”.

Al-Nakhala reiterou que os palestinos, assim como ativistas de todo o mundo, se mobilizaram em solidariedade aos prisioneiros em fuga.

“Vocês simbolizaram os anseios de todo o povo palestino em um curtíssimo período de tempo, entre sua fuga da prisão e sua recaptura”, enfatizou al-Nakhala, segundo informações da agência de notícias Sama.

LEIA: Jihad Islâmica dispõe-se a participar de ‘ação dos prisioneiros’

“Seis homens uniram os palestinos e os povos livres do mundo”, prosseguiu. “Vocês fizeram o impossível e tornaram-se símbolos da liberdade a toda Palestina”.

Al-Nakhala reafirmou que a resistência palestina trabalha com afinco para libertá-los junto de todos os outros presos políticos. “A liberdade os aguarda; os palestinos de Jenin a Gaza trabalham por sua liberdade”, acrescentou.

Al-Nakhala concluiu ao alertar Israel contra eventuais agressões impostas aos prisioneiros palestinos e alegar que a “próxima batalha com a ocupação será em breve”.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments