Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Marroquinos forçam primeiro-ministro a sair de mercado local

Comerciantes e seus clientes gritaram para Othmani "sair"

Cidadãos e comerciantes marroquinos expulsaram o primeiro-ministro, Saad-Eddine Othmani, de um mercado em Rabat em protesto contra seu desempenho desde que assumiu o cargo há quatro anos.

Comerciantes e seus clientes pediram a Othmani que “saísse” enquanto outros gritavam “ladrão” assim que o funcionário entrou no mercado de Ait Baha como parte da campanha eleitoral para o Partido da Justiça e Desenvolvimento que ele dirige.

De acordo com vídeos que circularam nas redes sociais, Othmani e membros de sua campanha eleitoral tentaram falar com os moradores, mas a intensidade da rejeição popular e da raiva os forçou a deixar o mercado.

Othmani lidera o governo desde março de 2017. Ele agora se candidata como representante do PJD nas eleições legislativas marcadas para quarta-feira para obter uma cadeira parlamentar no distrito eleitoral do Quartier Ocean de Rabat.

Junto com Othmani, disputa um cargo Nabil Benabdallah, secretário-geral do Partido do Progresso e Socialismo (PPS), Isaac Charia, líder do Partido Liberal Marroquino (PLM), Mahdi Bensaid, chefe do Partido da Autenticidade e Modernidade (PAM), e Badr El-Tanashri El-Wazzani, chefe da Associação Nacional dos Veterinários Marroquinos (em representação da União Socialista das Forças Populares), na disputa por quem vai ganhar o círculo eleitoral, além de Maryam Benkhouia, candidata da Federação do Bloco de esquerda, e Abdelilah Al-Bouzidi, o candidato do Partido Istiqlal.

LEIA: O Marrocos está pronto para um diálogo ‘incondicional’ com a Argélia, diz primeiro-ministro

Categorias
ÁfricaMarrocosNotícia
Show Comments
Show Comments