Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Ex-presidenciável egípcio sofre infarto na prisão

Abdel Moneim Aboul Fotouh, ex-candidato à presidência do Egito, em 9 de agosto de 2019 [Hossam el-Hamalawy/Flickr]

Abdel Moneim Aboul Fotouh, proeminente líder da oposição egípcia e ex-candidato à presidência, sofreu um ataque cardíaco na prisão, reportou seu filho Hudhayfa no Facebook.

Segundo o relato, seus carcereiros apenas observaram o infarto, a despeito dos pedidos de socorro, dentro da infame prisão de Tora, no Cairo.

Aboul Fotouh está proibido de comprar qualquer item da cantina ou farmácia pelo período de duas semanas e não pôde receber injeções para suas dores crônicas na coluna durante todo o feriado do Eid al-Adha, isto é, oito dias.

Hudhayfa observou que seu pai continua em isolamento absoluto e que sua saúde se deteriora. Apesar do prazo máximo constitucional de dois anos, Aboul Fotouh permanece em prisão preventiva, sem julgamento, há três anos e meio.

Trata-se do terceiro infarto de Aboul Fotouh enquanto em custódia.

O ex-presidenciável foi preso em fevereiro de 2018, ao retornar de Londres a seu país natal. No exílio, Aboul Fotouh criticou o presidente e general Abdel Fattah el-Sisi por perpetuar seu mandato através de eleições fraudulentas.

Aboul Fotouh foi filiado à Irmandade Muçulmana e liderou o partido centrista Egito Forte. Em 2012, concorreu como candidato independente nas eleições presidenciais e obteve cerca de um quinto dos votos no primeiro turno.

LEIA: Jornalistas egípcios demandam soltura de presos políticos

Categorias
ÁfricaEgitoNotícia
Show Comments
Show Comments