Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Bahrein nomeia primeiro enviado a Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu (esq.), conversa com o ministro das Relações Exteriores do Bahrein, Abdullatif bin Rashid Al Zayani (dir.), antes de sua reunião no Escritório do Primeiro Ministério em Jerusalém Ocidental, em 18 de novembro de 2020. [Primeiro-ministro israelense/Agência Anadolu]
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu (esq.), conversa com o ministro das Relações Exteriores do Bahrein, Abdullatif bin Rashid Al Zayani (dir.), antes de sua reunião no Escritório do Primeiro Ministério em Jerusalém Ocidental, em 18 de novembro de 2020. [Primeiro-ministro israelense/Agência Anadolu]

O Bahrein nomeou seu primeiro embaixador em Israel e montou sua missão diplomática de acordo com um decreto real emitido na terça-feira.

O enviado foi nomeado como Khaled Yousif Al-Jalahma, que anteriormente foi diretor de operações do Ministério das Relações Exteriores do Bahrein e foi subchefe da missão da Embaixada do Bahrein nos Estados Unidos antes disso.

O Times of Israel noticiou que a nomeação de Al-Jalahma foi aprovada pelo ministro das Relações Exteriores de Israel, Gabi Ashkenazi, depois que seu homólogo do Bahrein sugeriu seu nome durante uma conversa no domingo.

LEIA: Bahrein se absteve de votar moção da ONU condenando as violações de Israel

“A decisão do governo do Bahrein de nomear um embaixador em Israel é mais um passo importante na implementação do acordo de paz e no fortalecimento dos laços entre os dois países”, disse Ashkenazi ao Al-Zayani em um comunicado.

Uma equipe do Bahrein deve chegar a Israel nas próximas semanas para abrir uma embaixada na área de Tel Aviv.

O desenvolvimento diplomático ocorre depois que os Emirados Árabes nomearam recentemente seu enviado a Israel.

Emirados Árabes e Bahrein normalizaram os laços com Israel em uma cerimônia de assinatura em Washington em setembro passado, como parte dos chamados “Acordos de Abraham”. O movimento foi condenado pelo Irã e seus aliados regionais.

Reagindo à notícia do anúncio do Bahrein, o porta-voz do Hamas, Hazem Qassem, foi citado pela Agência Anadolu dizendo que a decisão foi o resultado de “insistir no erro de assinar um acordo de normalização com as forças de ocupação”.

LEIA: Emirados e Bahrein enfrentarão desafios internos após construir laços com Israel, fiz assessor do Irã

Categorias
BahreinIsraelNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments