Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Cerca de 80% da dívida do Sudão com o Reino Unido são juros

46,5% da população do país vive abaixo da linha da pobreza e estão aumentando os apelos para que o Reino Unido conceda ao Sudão uma anistia por dívida

Cerca de 80% da dívida que o Sudão tem com o Reino Unido é composta de juros, revelou um relatório do Observer no domingo.

Um pedido de liberdade de informação concluiu que, dos £ 861 milhões ($ 1,18 bilhão) que Cartum precisa pagar a Londres, £ 684 milhões ($ 937,6 milhões) vêm de juros.

O estado do norte da África deixou de pagar seus empréstimos em 1984, quando Jaafar Muhammad An-Nimeiry era presidente. Agora está sob pressão para impor medidas de austeridade, incluindo redução de gastos públicos, a fim de ver suas dívidas canceladas.

O Sudão, que há dois anos viu protestos em massa que levaram à derrubada do ditador de longa data Omar Al-Bashir, agora é liderado por um governo de transição liderado por militares. As manifestações continuam regularmente e os cortes do governo ameaçam desestabilizar o caminho do país em direção à democracia.

De acordo com o FMI, 46,5% das pessoas no Sudão vivem abaixo da linha da pobreza. O Observer citou Nick Dearden, diretor da Global Justice Now, dizendo: “É realmente inescrupuloso que a Grã-Bretanha continue a manter esses empréstimos como alguma forma de influência sobre o governo do Sudão hoje, pior ainda, [o secretário de Relações Exteriores do Reino Unido] Dominic Raab agora está oferecendo apoio ao Sudão, condicionado ao impopular programa de austeridade do governo – que ameaça agravar a pobreza e minar o frágil caminho do país para a democracia”.

LEIA: Dois cônsules sudaneses buscam asilo no Reino Unido

Categorias
ÁfricaEuropa & RússiaFMINotíciaOrganizações InternacionaisReino UnidoSudãoVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments