Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Catar e Mauritânia restabelecem laços rompidos em 2017

Presidente da Mauritânia, Mohamed Ould Abdel Aziz (R) com o xeque Hamed Bin Khalifa Al Thani, Emir do Estado do Quatar em Nouakchott em 5 de janeiro de 2012 [Ahmed Elhadj/ AFP via Getty Images]
Presidente da Mauritânia, Mohamed Ould Abdel Aziz (R) com o xeque Hamed Bin Khalifa Al Thani, Emir do Estado do Quatar em Nouakchott em 5 de janeiro de 2012 [Ahmed Elhadj/ AFP via Getty Images]

Reunidos no domingo (21) em Doha, representantes do Catar e da Mauritânia discutiram o restabelecimento dos laços diplomáticos pela primeira vez desde que estes foram rompidos como parte do boicote ao Catar promovido em 2017 por vários países do Golfo e outros países árabes.

O ministro das Relações Exteriores do Catar, Mohammed Bin Abdulrahman Al Thani, recebeu ontem o ministro das Relações Exteriores da Mauritânia, Ismail Ould Sheikh Ahmed, na capital, Doha, na primeira reunião do gênero em quase quatro anos desde que Nouakchott rompeu relações diplomáticas com a nação do Golfo em 20017, após a saudita Arábia, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito cortaram relações com Doha.

Na época, a Mauritânia acusou o Catar de apoiar o terrorismo, incluindo grupos terroristas na região do Sahel. Acusações que Doha nega.

LEIA: Catar, Turquia e Rússia concordam em coordenar entrega de ajuda aos sírios

Categorias
ÁfricaCatarMauritâniaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments