Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Banco Mundial apoia plano de vacinação do Líbano

Libaneses usam máscara para prevenir a propagação do coronavírus, em Beirute, Líbano, 21 de dezembro de 2020 [Houssam Shbaro/Agência Anadolu]
Libaneses usam máscara para prevenir a propagação do coronavírus, em Beirute, Líbano, 21 de dezembro de 2020 [Houssam Shbaro/Agência Anadolu]

O Banco Mundial aprovou nesta quinta-feira (21) a distribuição de US$34 milhões ao fundo libanês destinado à vacinação contra o coronavírus.

A organização internacional afirmou que a realocação dos recursos sob o presente Projeto de Resistência de Saúde do Líbano poderá obter doses do imunizante para mais de dois milhões de pessoas. O Líbano tem uma população de 6.8 milhões de habitantes.

A vacina deve chegar ao país no início de fevereiro.

Segundo o Banco Mundial, a campanha de vacinação terá prioridade para trabalhadores de saúde na linha de frente, idosos com 65 anos ou mais, equipes de vigilância sanitária e epidemiologia e cidadãos entre 55 e 64 anos que tenham comorbidades.

“O acesso justo, amplo e rápido a vacinas contra o covid-19 é crítico para proteger vidas e auxiliar a recuperação econômica”, reiterou David Malpass, presidente do Banco Mundial.

O Líbano tenta hoje conter o aumento no número de infecções, após as festas de fim de ano. O país registrou os mais altos índices de toda a região. Somente na última sexta-feira (15), mais de 6.000 pessoas testaram positivo para o coronavírus.

LEIA: Declínio acentuado dos direitos humanos no Líbano, diz HRW

Categorias
Banco MundialCoronavírusLíbanoNotíciaOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments