Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

200 israelenses ficam presos no aeroporto de Dubai após entrada negada

Viajantes aguardam na seção de controle de imigração do Aeroporto Internacional de Dubai, Emirados Árabes Unidos, 25 de agosto de 2016 [Robert Nickelsberg/Getty Images]
Viajantes aguardam na seção de controle de imigração do Aeroporto Internacional de Dubai, Emirados Árabes Unidos, 25 de agosto de 2016 [Robert Nickelsberg/Getty Images]

Cerca de 200 passageiros israelenses passaram a manhã de segunda-feira (7) presos no Aeroporto Internacional de Dubai, devido a uma breve e repentina mudança nas políticas migratórias, reportou o jornal Al-Khaleej Times.

Segundo a emissora israelense Channel 12, autoridades dos Emirados Árabes Unidos, a princípio, suspenderam os vistos e negaram a entrada dos turistas israelenses, à medida que outros passageiros foram autorizados a visitar o país.

Entretanto, o “mal entendido” foi rapidamente resolvido, após concluídos os requerimentos online para emissão de novos vistos, declarou Lior Haiat, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores de Israel.

“A questão foi abordada pelas mais altas autoridades das chancelarias de Israel e Emirados Árabes Unidos. [Os turistas] preencheram o formulário eletrônico para emissão de visto e foram permitidos adentrar no país”, relatou o oficial israelense.

O breve impasse ocorreu após Israel e Emirados concordarem em liberar viagens sem necessidade de visto entre seus cidadãos, após assinatura de um acordo de normalização de relações econômicas, diplomáticas e culturais, em setembro último.

LEIA: BDS reprova Bahrein por aceitar mercadorias de assentamentos ilegais de Israel

“Pedimos desculpas aos 155 passageiros que foram mantidos em espera ao chegar no país … Estamos revisando as razões por trás da demora e compreendemos absolutamente que se trata de um inconveniente às suas agendas”, afirmou a companhia FlyDubai.

Prosseguiu: “Este não é o padrão do serviço que esperamos prestar a nenhum de nossos passageiros e também estamos reavaliando processos e procedimentos, a fim de prevenir quaisquer atrasos em voos subsequentes”.

Logo após a assinatura do acordo de normalização entre Israel e Emirados Árabes Unidos, dezenas de tratados foram assinados em diversos campos. Além disso, voos diários passaram a realizar rota direta entre os países.

Os Emirados Árabes Unidos tornaram-se o terceiro país árabe a normalizar laços com a ocupação israelense, após Egito (1979) e Jordânia (1994).

LEIA: Emirados Árabes Unidos são alvos de ciberataques após acordo com Israel

Categorias
EAUIsraelNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments