Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Jornalista egípcio próximo a Sisi foge para Dubai

Abdul Rahim Ali, jornalista e ex-parlamentar do Egito, em 2 de outubro de 2019 [AbdElrehem Al/Flickr]
Abdul Rahim Ali, jornalista e ex-parlamentar do Egito, em 2 de outubro de 2019 [AbdElrehem Al/Flickr]

Abdul Rahim Ali, jornalista e ex-congressista do Egito, decidiu fugir do Egito e mudar-se a Dubai, Emirados Árabes Unidos, após descobrir sua derrota nas eleições parlamentares, revelou ontem (27) o jornal catariano Al-Sharq.

Em registros vazados de suposta conversa entre Ali e seu genro e advogado Majed Mounir, o jornalista afirmou ao interlocutor que ninguém no Egito, nem mesmo o Presidente Abdel Fattah el-Sisi, pode responsabilizá-lo por nada, pois está acima da lei.

“Nem o próprio Sisi pode me entregar à promotoria”, declarou Ali, na ocasião, ao alertar possuir documentos que poderiam resultar na prisão de oficiais do governo.

Ali é editor-chefe do Al-Bawaba News e conhecido por sua relação próxima com os serviços de segurança do Egito.

LEIA: ‘Sisi é o inimigo de Deus’, cantam no quarto dia de protestos contra o governo egípcio

Após perder o assento no parlamento para o adversário Mohamed Abou El Enein e então ver-se no centro de um escândalo devido às declarações vazadas, Ali acusou a Irmandade Muçulmana de fabricar o registro.

A Promotoria Pública do Egito não comentou sobre as gravações. Acredita-se que Ali está envolvido agora em um conflito com serviços de segurança e inteligência.

Ali apresentava um programa de televisão chamado Black Box, no qual criticava qualquer oposição ao governo, apoiadores da Revolução de 25 de janeiro de 2011 e a Irmandade Muçulmana, grupo banido no Egito após Sisi chegar ao poder, via golpe militar.

Categorias
ÁfricaEAUEgitoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments