Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel está avançando com a anexação, alertam pesquisadores

Destroços da residência da família palestina Amarne, demolida pelas forças de segurança israelenses, junto de uma caixa-d’água com capacidade para 250m³ de armazenamento, por supostamente carecer de alvará para a construção, na aldeia de Ferrasin, região de Jenin, Cisjordânia ocupada, 10 de agosto de 2020 [Nedal Eshtayah/Agência Anadolu]
Destroços da residência da família palestina Amarne, demolida pelas forças de segurança israelenses, junto de uma caixa-d’água com capacidade para 250m³ de armazenamento, por supostamente carecer de alvará para a construção, na aldeia de Ferrasin, região de Jenin, Cisjordânia ocupada, 10 de agosto de 2020 [Nedal Eshtayah/Agência Anadolu]

Diante do aumento contínuo da demolição de casas palestinas em Jerusalém ocupada, um grupo de pesquisadores palestinos denunciou ontem (9) que Israel está avançando de fato com seus planos de anexação.

As informações são da agência de notícias Safa.

Durante conferência organizada pelo Centro de Ajuda Legal e Direitos Humanos de Jerusalém (JLAC), pesquisadores mencionaram o projeto israelense de construir a chamada Via Americana, que deverá conectar blocos de assentamentos ilegais e a embaixada dos Estados Unidos aos territórios palestinos de Jerusalém Oriental.

Os pesquisadores relataram que até 400 casas palestinas serão demolidas ao longo das obras, incluindo residências que não estão localizadas sobre a rota planejada.

Autoridades da ocupação israelense alegam razões de segurança para instalar a rodovia. O pretexto serve para impedir que proprietários palestinos entre com recurso nas cortes de Israel, contra a demolição de suas casas.

O Ministro de Assuntos de Jerusalém da Autoridade Palestina Fadi Al-Hadmi fez um apelo à comunidade internacional para demonstrar repúdio à política israelense de demolição de casas palestinas.

Durante a conferência, Hadmi agradeceu a declaração da União Europeia que reivindicou novamente que Israel interrompa sua política de demolição sobre terras ocupadas, ao considerá-la violação da lei internacional.

No decorrer do próximo ano, espera-se que 400 casas palestinas, apenas na região de Jabal al-Mukaber, em Jerusalém Oriental, recebam ordens de demolição das autoridades de Israel. O projeto da Via Americana deve ser aprovado em breve.

Os pesquisadores destacaram ainda que a política sistemática de demolição de residências em Jerusalém ocupada pretende expulsar os palestinos da região, com o objetivo de alterar a composição demográfica da cidade.

LEIA: Israel emitiu 650 ordens de demolição de casas palestinas em 2020

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments