Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel prende dois dirigentes do Hamas na Cisjordânia ocupada

Dirigente do Hamas, Jamal Al-Tawil, em 15 de julho de 2019 [Twiter]
Dirigente do Hamas, Jamal Al-Tawil, em 15 de julho de 2019 [Twiter]

As forças de ocupação israelense detiveram na quinta-feira dois oficiais do Movimento de Resistência Islâmico, o Hamas, durante ataques na Cisjordânia ocupada. Segundo Anadolu, testemunhas oculares disseram que soldados invadiram propriedades em Ramallah e Al-Bireh.

Houve confrontos entre dezenas de jovens palestinos e as tropas que prenderam Jamal Al-Tawil de Al-Bireh e Hussein Abu Kweik de Beitunia em Ramallah. Os soldados teriam usado munição real e balas de borracha, bem como bombas de som e gás lacrimogêneo contra os manifestantes.

O Hamas condenou as prisões. “Foi uma tentativa miserável e fracassada de parar nossa resistência a todos os projetos israelenses destinados a liquidar a causa palestina, especialmente o plano de anexação colonial”, disse o porta-voz Hazem Kassem. “A prisão desses funcionários é um esforço para bloquear o caminho de uma ação nacional conjunta para desafiar os planos da ocupação”.

LEIA: TV de Israel diz que cooperação entre Hamas e Fatah contra acordo do século é perigosa

Kassem acrescentou que, apesar das prisões, “o Hamas continuará nossa luta contra a ocupação [israelense] e seus projetos, e continuaremos a desenvolver o caminho da unidade com todas as seções do nosso povo para alcançar uma estratégia de luta conjunta para enfrentar os plano de anexação. ”

Campanhas de detenção e prisão são comuns na Cisjordânia ocupada. Israel alega que os detidos são “procurados” por seus serviços de segurança.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments