Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Dezenas são presos nos protestos Haredi em Jerusalém

Manifestantes causaram bloqueio maciço do transporte público, após a prisão de um jovem haredi que se recusou a se alistar nas forças armadas

Centenas de judeus haredi (ultraortodoxos) protestaram em Jerusalém ontem contra o recrutamento ao exército, enfrentando policiais e canhões de “skunk water” (líquido fétido) contra manifestantes.

De acordo com o Jerusalem Post, os manifestantes “causaram um grande bloqueio do transporte público”, após a prisão de um jovem haredi que se recusou a se alistar nas forças armadas.

Um porta-voz da polícia informou que houve 38 prisões no protesto.

Segundo relatos, a manifestação foi organizada pela FAcção Yerushalmi, que exige “que todos os haredim recebam uma isenção geral preliminar”, em oposição ao adiamento de caso a caso atualmente oferecido pelos militares à maioria dos estudantes de yeshivá em tempo integral. .

“A Facção Yerushalmi pediu aos apoiadores que não cooperem com os projetos de autoridades para qualquer finalidade, incluindo os projetos de isenção”.

Um manifestante disse ao Post: “O governo de Israel quer limitar lentamente e, em algum momento … parar completamente os meninos ortodoxos que estudam em yeshiva … então estamos lutando com força total”.

“Nosso rabino que faleceu há cerca de dois anos disse que sempre que um garoto de yeshiva é preso, saímos para protestar com força total”.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestineVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments