Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel deve reduzir fornecimento de energia elétrica aos palestinos

Manifestantes reúnem-se para protestar contra a crise elétrica em Gaza, coordenados por ações de comitês populares, em frente aos escritórios da UNRWA na Cidade de Gaza, 19 de julho de 2017 [Ali Jadallah/Agência Anadolu]

A Companhia de Eletricidade do Distrito de Jerusalém (JDECO) recebeu o primeiro alerta sobre a segunda fase dos cortes de energia elétrica a serem efetivados contra populações palestinas na Cisjordânia, declarou ontem (16) o presidente da empresa Hisham Omari.

Segundo informações da agência de notícias oficial Wafa, Omari advertiu que os cortes afetarão negativamente instituições, hospitais, escolas, centros de distribuição de água, telecomunicações, farmácias e outros serviços vitais, além de deteriorar ainda mais a crise energética na Faixa de Gaza.

Omari afirmou que a Corporação Elétrica de Israel deverá cortar a luz, a princípio, duas horas por dia e observou que tal medida será executada devido a uma série de débitos por parte da Autoridade Palestina (AP). Segundo ele, a AP deve cerca de 450 milhões de shekels (US$ 127 milhões) às autoridades da ocupação.

A empresa israelense de distribuição de energia elétrica havia anunciado a primeira fase dos cortes no último mês de setembro. Segundo declarações da companhia, os cortes cometidos contra aldeias palestinas na Cisjordânia serviriam para pressionar a AP a pagar suas dívidas.

Categorias
NotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments