Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Autoridade Palestina anuncia cronograma para distribuir salários atrasados

Palestinos empregados pela Autoridade Palestina sacam dinheiro de um caixa eletrônico em Gaza, 10 de maio de 2017 [Mohammed Asad/Apaimages]

O Ministério das Finanças da Autoridade Palestina (AP) anunciou ontem (14) um cronograma para pagar aos funcionários seus salários atrasados, relatou a agência oficial de notícias Wafa.

Segundo a reportagem, o ministério “pagará seus empregados nesta quinta-feira pelos salários devidos referentes aos meses de abril, maio e junho em um único pagamento; os demais pagamentos referentes aos meses de julho, agosto e setembro serão pagos mensalmente junto ao salário pelos próximos três meses.”

Segundo a agência Wafa, o tesouro palestino recebeu este mês um adiantamento de US$ 500 milhões de Israel em recursos tributários, os quais a AP havia antes recusado como forma de protesto.

A recusa da Autoridade Palestina pretendia contestar uma decisão do governo israelense emitida em fevereiro deste ano que determinou a retenção de fundos equivalentes ao montante pago pela AP a famílias de prisioneiros nas cadeias israelenses e famílias de vítimas da ocupação.

Em reunião do gabinete, o primeiro-ministro palestino Mohammad Shtayyeh afirmou que, apesar de ter alcançado um meio-termo com as autoridades israelenses, a crise financeira – portanto, a disputa – não está encerrada.

“A retenção de impostos palestinos por Israel ainda não acabou e insistimos em receber todo o nosso dinheiro,” declarou Shtayyeh.

Segundo a agência Wafa, “o Ministério das Finanças afirmou que retomará o pagamento de salário integral a seus funcionários a partir deste mês, após efetuar o pagamento de somente metade dos salários pelos últimos oito meses, devido à transferência de US$ 200 milhões por mês em receitas fiscais, o que representa um alívio parcial na crise de liquidez.”

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments