Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel deverá permitir em breve que judeus realizem rituais religiosos dentro da Mesquita de Al-Aqsa

Forças israelenses atacam fiéis palestinos na Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém, 11 de agosto de 2019 [Faiz Abu Rmeleh/Agência Anadolu]

Gilad Erdan, Ministro de Segurança Pública de Israel, declarou nesta sexta-feira (11) que Israel poderá permitir que judeus realizem livremente seus rituais religiosos dentro da Mesquita de Al-Aqsa, segundo informações da rede de notícias Arab48.

Questionado sobre essa possibilidade pelo jornal israelense Makor Rishon, Erdan confirmou: “Tenho certeza de que isso ocorrerá logo, se Deus quiser.”

E acrescentou: “A situação em Jerusalém caminha para retomarmos a soberania e o controle sobre o lugar. Alcançaremos nosso objetivo [abrir os portões de Al-Aqsa aos colonos judeus] quando mais e mais judeus expressarem seu desejo de visitar o Monte do Templo [Mesquita de Al-Aqsa]. Então haverá cada vez mais pressão, após cada vez mais demanda. Espero que aconteça logo.”

“Quando chegarmos a este ponto, trabalharemos e pressionaremos para alterar o status quo histórico de Jerusalém, conforme o respeito aos interesses internacionais de Israel.”

Sobre quando isso acontecerá, Erdan declarou: “Não posso prever quando porque não está somente em minhas mãos, mas espero que aconteça nos próximos anos, não mais de uma década.”

O ministro israelense também afirmou: “Devemos considerar a situação regional no Oriente Médio, que é atribulada e complexa. Respeito o acordo de paz com a Jordânia e o considero uma conquista muito importante, mas é impossível aceitar este erro histórico. Os princípios mudam com o tempo.”

Erdan destacou que não há leis que impeçam esse movimento do governo israelense, em particular considerando o apoio da Suprema Corte de Israel.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments