Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Número de cristãos em Jerusalém Oriental continua a diminuir, segundo a Igreja Ortodoxa

Clérigos católicos caminham em torno da edícula do Santo Sepulcro, durante procissão de Páscoa da Quinta-Feira Santa, na Igreja do Santo Sepulcro, na Cidade Velha de Jerusalém, em 18 de abril de 2019 [Gali Tibbon/AFP/Getty Images]

George Awad, patriarca da comunidade cristã ortodoxa em Jerusalém, afirmou ontem (6) que houve um “declínio significativo” no número de cristãos na Palestina, em particular nos territórios ocupados de Jerusalém e norte da Cisjordânia.

“Há aproximadamente 53.000 cristãos em Jerusalém Oriental e norte da Cisjordânia,” relatou Awad à rede de notícias Al-Watan Voice, observando que declínio é resultado de “medidas da ocupação israelense, que incluem o impedimento a rituais e práticas religiosas.”

“A ocupação israelense chantageia sistematicamente não somente os cristãos, mas também os muçulmanos, de modo que, por vezes, os autoriza a entrarem em Jerusalém, embora costume não fazê-lo,” acrescentou o líder religioso.

George Awad ainda agradeceu a Autoridade Palestina (AP) por “não discriminar entre cristãos e muçulmanos.”

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments