Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tratores israelenses destroem fazenda palestina e arrancam oliveiras

Fazendeiros palestinos inspecionam os danos causados às suas oliveiras após serem cortadas por colonos israelenses [Issam Rimawi/Agência Anadolu]

Logo no início da manhã de hoje (12), forças da ocupação israelense atacaram e arrasaram amplas áreas agrárias de terras palestinas na Cisjordânia ocupada.

Abdullah Bisharat, chefe do Conselho da Aldeia de Atouf, confirmou que soldados invadiram as terras palestinas em Um Kbeish, localizada perto da cidade de Tammun, ao sul de Tubas, na porção nordeste da Cisjordânia.

Autoridades de Israel emitiram ordens oficiais para que soldados arrancassem as raízes de trezentas árvores oliveiras e destruíssem centenas de dunams (unidade de área) de terras agrárias.

Bisharat observou que quatro poços de água utilizados pelos fazendeiros para irrigação também foram destruídos. Os palestinos não receberam qualquer aviso prévio sobre a ordem de arrasamento.

A área é alvo frequente de invasões militares desde o mês de junho, quando dois poços e dezenas de oliveiras foram destruídos por tratores israelenses. A organização palestina de direitos humanos Al Haq observou que documentos de propriedade legal da terra palestina autorizam os proprietários a cultivarem oliveiras desde o ano de 2012.

Fazendeiros locais são impedidos de estabelecer sequer tendas em suas próprias terras, sob pretexto de que a área foi classificada como “reserva natural” pelas autoridades de ocupação.

O Primeiro-Ministro de Israel Benjamin Netanyahu já deu início à sua promessa de anexar o Vale do Jordão, afirmou Bisharat sobre as últimas ações do estado ocupante. No início da semana, Netanyahu prometeu anexar o território ocupado palestino caso vença as eleições marcadas para 17 de setembro.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments