Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Palestino morre em prisão israelense

Prisioneiro palestino Bassam al-Saysh, de 47 anos, morreu no hospital israelense de Assaf Harofeh após ser transferido da prisão israelense devido a problemas de saúde [Facebook]

Um prisioneiro palestino mantido em Israel morreu neste domingo (7) devido a negligência médica, denunciou a organização não-governamental Sociedade dos Prisioneiros Palestinos. As informações são da Agência Anadolu.

“Bassam al-Saysh, de 47 anos, morreu no hospital israelense de Assaf Harofeh após ser transferido da prisão israelense devido a problemas de saúde,” relatou a entidade em declaração.

Al-Sayah sofria de câncer nos ossos, leucemia aguda e problemas cardíacos. Foi preso em 2015 durante uma sessão de julgamento contra sua esposa. Ambos foram indiciados por suposto envolvimento no assassinato de um oficial israelense na Cisjordânia.

O Ministério da Saúde da Autoridade Palestina acusou Israel de matar al-Sayah devido a negligência médica. “Caso se mantenham os crimes de negligência médica contra prisioneiros, al-Sayah certamente não será o último,” alertou o ministério. Também reivindicou que a comunidade internacional e organizações humanitárias “quebrem o silêncio e protejam os prisioneiros palestinos, em particular aqueles afligidos por graves problemas de saúde.”

Estima-se que 221 prisioneiros palestinos morreram nas cadeias israelenses desde 1967, alguns dos quais pouco depois de serem libertados.

Atualmente, cerca de 5.500 palestinos estão detidos em prisões por todo o território de Israel, incluindo 1.800 pacientes médicos, 700 dos quais em necessidade de intervenção médica urgente, segundo estimativas oficiais palestinas.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestineSlide Grande
Show Comments
Show Comments