Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel vai permitir escola temporária em aldeia beduína depois de 13 anos de luta

Crianças palestinas posam na frente de sua escola. Crianças da comunidade beduína correm o risco de perder a escola se os tribunais israelenses decidirem demoli-la [Lys Arango / AAH]

Autoridades israelenses finalmente permitirão a cidadãos beduínos palestinos da aldeia de Rahma terem sua escola primária “após 13 anos de luta civil”, informou o Haaretz.

Moradores de Rahma – uma vila não reconhecida no sul do país – foram informados pela Autoridade de Terras de Israel que a escola de seus filhos será instalada nas próximas semanas.

A escola, no entanto, será “formada por casas móveis, porque o estado não concordará em construir novas estruturas nas aldeias não reconhecidas”.

Dezenas de aldeias não reconhecidas pontuam o Negev, como resultado da recusa das autoridades israelenses, ao longo das décadas, em legalizar comunidades antigas, não-judaicas.

De acordo com Haaretz, “a escola primária será instalada em uma zona de fogo perto da cidade de Yeruham, onde os exercícios militares israelenses são realizados regularmente. Há três semanas, as Forças de Defesa de Israel concordaram em desistir de uma pequena porção da zona de fogo para que a escola pudesse ser construída ”.

As autoridades disseram que a escola vai abrir as portas no início do próximo ano letivo.

A vila é o lar de cerca de 850 pessoas, e até agora, as crianças da aldeia eram obrigadas a ir para as escolas nas aldeias a 26 km de distância. Rahma tem uma pré-escola, resultado de uma batalha legal separada há uma década, depois que Israel demoliu a pré-escola anterior.

“Apesar da instalação da escola, o futuro da aldeia é incerto”, disse o Haaretz, uma vez que as autoridades israelenses recentemente “recuaram de um plano para criar uma nova comunidade para os moradores”. Em vez disso, tem sugerido que os moradores “se mudem para outras comunidades ”.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments