Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Sociedade Britânica de Estudos do Oriente Médio endossa boicote a universidades israelenses

Manifestante segura cartaz com os dizeres "Acabe com a ocupação da Palestina" durante um comício do BDS

A Sociedade Britânica para Estudos do Oriente Médio (Brismes) endossou o apelo palestino por um boicote às instituições acadêmicas israelenses, em uma votação realizada em sua assembleia geral anual, em Bristol, na segunda-feira.

De acordo com relatos nas mídias sociais, a resolução apoiando a campanha de Boicote, Desinvestimento, Sanções (BDS) foi facilmente aprovada, com quase 80% de apoio (números finais a serem confirmados).

A resolução destaca a obstrução de Israel ao “direito dos palestinos à educação, destruindo universidades e escolas palestinas, prendendo estudantes, atacando e forçando universidades palestinas a fechar e restringir o movimento palestino”.

O texto continua descrevendo o “papel-chave” desempenhado pelas universidades israelenses “no planejamento, implementação e justificação da ocupação militar ilegal de Israel”, e afirma que tais instituições “estão mantendo um relacionamento próximo e de apoio às forças armadas israelenses”.

Exemplo desse relacionamento inclui “envolvimento no desenvolvimento de sistemas de armas, provendo justificativa para ações militares e assassinatos extrajudiciais, recompensando estudantes que servem nas forças de ocupação, projetando e entregando programas especiais para soldados e oficiais, construindo em terras ocupadas e sistematicamente discriminando estudantes não judeus ”.

Proposto pelo Professor John Chalcraft (LSE) e secundado pelo Dr. Rafeef Ziadah (SOAS), a resolução compromete a Brismes a “endossar o apelo ao boicote das instituições acadêmicas israelenses até que essas instituições ponham fim ao seu apoio e cumplicidade com a violação dos direitos palestinos, conforme estipulado em lei internacional”.

Depois que a resolução foi aprovada, o Dr. Ziadah twittou: “membros da # BRISMES2019 aprovaram a resolução # BDS na reunião geral anual hoje cedo. Esta foi uma verdadeira campanha popular, há muito tempo em construção. Parabéns a todas as pessoas que trabalharam incansavelmente para que isso acontecesse! ”

Defensores do boicote palestino saudaram a medida e conclamaram outras sociedades acadêmicas internacionais a adotarem “medidas similares contra o racismo e a opressão”.

A Brismes foi fundada em 1973 “para incentivar e promover o estudo do Oriente Médio no Reino Unido”, e reúne “professores, pesquisadores, estudantes, diplomatas, jornalistas e outros que lidam profissionalmente com o Oriente Médio”.

Categorias
BDSEuropa & RússiaIsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaReino Unido
Show Comments
Show Comments