Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

A Grande Guerra e o Refazer da Palestina

Autor do livro(s) :Salim Tamari
Data de publicação :abril de 2019
Editora : University of California Press
Número de páginas do Livro :207 páginas
ISBN-13 :978-0-520-29126-3

Oferecendo um relato perspicaz de um período muitas vezes negligenciado pelos historiadores, o livro de Salim Tamari, A Grande Guerra e o Refazer da Palestina, fornece uma janela para o mundo perdido da antiga Palestina Otomana e a intrincada teia de relações políticas e sociais possibilitadas por ela.

Apesar do velho ditado de que você não deve julgar um livro pela capa, no caso de A Grande Guerra e o Refazer da Palestina, os leitores podem ter uma boa ideia a partir da imagem que foi usada. A capa ostenta uma fotografia agora famosa do General da Grã-Bretanha (mais tarde Marechal de Campo) Edmund Allenby, que entra no Portão de Jaffa, em Jerusalém, quando as forças britânicas capturaram a cidade em 1917, durante os últimos estágios da Primeira Guerra Mundial. Sobre da cena, há uma torre de relógio colossal, erguida sobre o portão antigo como uma homenagem à modernidade otomana e ao progresso em 1908. Uma bandeira americana voa de um prédio próximo. A estrela e o crescente, adotados pelo Império Otomano como sua bandeira em meados do século XIX, podem ser vistos reinventados em azulejos decorativos. Os homens usam tarbushes e as mulheres carregam guarda-sóis enquanto assistem, entre a multidão.

Esta é Jerusalém, e de fato a Palestina, em meio a grandes mudanças. Foi um tempo de pluralidade, de diversas identidades otomanas (Osmanlilik, ou otomanismo), e de desenvolvimento social. Foi também uma época de rivalidades, revoluções e contrarrevoluções. É este momento no tempo que Salim Tamari se propõe a explorar. O período otomano tem sido negligenciado e menosprezado por historiadores de todos os matizes. Costuma ser evitado por estudiosos palestinos que buscam enfatizar sua identidade palestina da história; por estudiosos turcos interessados em se distanciar do precursor imperial do moderno estado turco; e por europeus agarrados à noção de que, se não fosse por sua intervenção, o Levante teria permanecido um fim-de-mundo desprovido de modernidade e civilização.

Este livro foi pré-selecionado para o Palestine Book Awards 2018. Clique aqui para ler a resenha completa no site Palestine Book Awards.- Em inglês.

Categorias
Comentários & AnálisesIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaResenhasResenhas - Livros
Show Comments
Show Comments